Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

Workshop de Constelações Familiares Aberto para a Comunidade – com Teresa Cleris – 01/02/18, 15:30 h

Fevereiro 1 @ 3:30 pm - 6:30 pm

ESSA É UMA OFICINA ABERTA DE CONSTELAÇÕES FAMILIARES (FERRAMENTA, PROCEDIMENTO CRIADO PELO TERAPEUTA ALEMÃO BERT HELLINGER), ORGANIZADA POR PSICOACTUALIDAD.COM. FOI CRIADA PARA QUE AS PESSOAS COM DIFÍCULDADES ECONÓMICAS, TENHAM ACESSO A ESTA FERRAMENTA TERAPÊUTICA DE UM VALOR MARAVILHOSO E POSSAM COMEÇAR ASSIM A CURAR FERIDAS PROFUNDAS EM NOSSAS FAMÍLIAS, NOSSOS RELACIONAMENTOS, NOSSAS HERANÇA ANCESTRAIS, ETC.

Quais são as ordens do amor?

Em todo sistema familiar há lealdades que muitas vezes são arcaicas, porque levam seus membros a sofrer de maneira absurda. Este amor e lealdade foi o que Bert Hellinger observou na prática das Constelações Familiares, percebeu que é “amor cego” “arcaico ou infantil”, o que leva a todo um sistema familiar a se perpetuar em repetições de destinos trágicos.

E, em contraste, percebeu que há certas ordens que, em compensação, conectam aqueles que o seguem com a vida, dando-lhe poder e liberdade para seguir seu próprio destino. Essas ordens deram origem a uma nova abordagem das constelações familiares que dão poder e força.

 

O que é o seguimento do amor cego?

Atrás do amor cego, há uma profunda transgressão do amor autêntico e uma forte lealdade ao clã familiar. Através dele, os destinos trágicos são repetidos inconscientemente.

Excluir um membro da família por ter feito algo “ruim ou indevido”, como engravidar sem se casar, por exigência do resto da família, devido a conflitos ou doenças.

Quer cuidar dos pais ou ficar doente por lealdade, porque internamente se diz “melhor eu do que você”

Ficar solteiro para cuidar e atender os pais

Rejeitar um dos pais por lealdade para o outro

Sentir ressentimento pelos pais ou qualquer outro membro da família

Dar mais em nossos relacionamentos, tornando o outro pequeno

Não respeitar os parceiros anteriores do nosso ex-parceiro

Desaprovar meu parceiro na frente dos meus filhos

Não respeitar o lugar dos filhos de um casamento anterior do meu parceiro

 

Quais são as ordens do amor?

Todos os membros de uma família têm o direito de pertencer e de ser parte: todas as pessoas que pertenceram a um sistema, independentemente do que ele fez ou não fez, têm o direito de pertencer. Quando ele é excluído, alguém mais tarde se encontra em necessidade de representá-lo com sua própria vida.

Aquele que chegou primeiro tem precedência: os casais anteriores têm uma força especial e devem ser vistos e reconhecidos pelos membros posteriores. A relação dos pais tem prioridade sobre as crianças, porque graças a essa união foi possível a chegada das crianças.

Na frente dos pais, as crianças sempre serão as pequenas e isso não significa que tudo o que os pais dizem deve ser honrado e respeitado.

Equilíbrio entre dar e receber: em cada relacionamento entre iguais deve haver um equilíbrio entre dar e receber. Este equilíbrio não é cumprido com os pais, porque eles nos dão o maior presente que se tem: “A vida” e isso não pode ser retornado … mas deve ser tomado com todo o coração e avançar, em direção a nossos próprios filhos ou projetos.

Para agradecer tudo como é: quando você se inclina humildemente para a vida, respeitando e agradecendo tudo o que vem … a mesma vida te abençoa com muito mais … porque você mora sem expectativas ou exigências.

Quando você começa a entender e aplicar as ordens do amor em sua vida diária, você começa a estar em sintonia com a vida, porque deixa espaço para a harmonia em seus relacionamentos ocupando o lugar que corresponde a você e dando lugar a todos os que fazem parte, sem julgar. Só isso proporciona paz e sabedoria em seu coração.

 

Coordenação

Teresa Cleris

Licenciatura em Psicologia, Orientação Clínica. Ela pertencia ao Serviço de Assistência Comunitária da Associação Gestalt de Buenos Aires (1995-2004). Ex-Coordenador do Serviço à Comunidade da Associação Gestáltica de Buenos Aires (SAC) (2011 a 2013). Constelação, formada por Tiiu Bolzmann no Centro Berth Hellinger Buenos Aires (2000 a 2003). Supervisor de Terapeutas. Especializada em grupos, casais e individuais, com adultos. Membro fundador do Grupo Phobos para o estudo e tratamento de transtornos de ansiedade (1996). Ele era o Pasante do Hospital Muñiz e professor do Hospital Alvarez e do Hospital Rivadavia. Foi professor alternativo na Universidade de Palermo, Buenos Aires, Faculdade de Psicologia.

Professor assistente da cadeira “Improvisação e personagens como meio de autoconhecimento” (2004), formação da Escola de Gestalt, onde se formou.

Presento diversas obras em instituições públicas e privadas, como em Congressos nacionais e internacionais.

Atualmente co-diretor da Psicoactualidad.com – Notícias, difusão e eventos em psicologia. Reikista e Instrutor em Registros Akáshicos.

 

Día: Sexta-feira 01/02/18, 15:30 h.

Local: Oratório, Praia das Caravelas – Búzios

Bônus contribuição: R$15 por pessoa

Inscreva-se anteriormente em: clertmc@gmail.com

o contato@buziosespiritualidade.com.br

 

Detalhes

Data:
Fevereiro 1
Hora:
3:30 pm - 6:30 pm
Evento Categoria: